29.3.14

das voltas que Deus faz no meu mundo.


Em dezembro de 2012 eu acreditei que minha história com o Programa Criança com Todos os Seus Direitos tinha chegado ao fim. Adeus às armas! Adeus aos dias em estrada, às pessoas bonitas, aos aprendizados nas comunidades tradicionais. Era adeus a um jeito de ver o mundo. Restavam a inquietação e a vontade de continuar trabalhando por um mundo melhor para as crianças do meu sertão, de Pernambuco e do mundo. Ter sonhos quixotescos é condição sine qua non em minha vida. Não há como fugir disso. Sou idealista sim, sou como diria o grande mestre, uma realista esperançosa. E estar envolvida em uma causa é vital para mim.
O  PCTD - Save the Children|Fundação Abrinq foi meu primeiro emprego, nem da faculdade eu tinha saído e já estava discutindo desenvolvimento sustentável e integral para as crianças. Foi desse jeito que eu aprendi que o que falta ao Brasil é controle social, onde descobri como mobilizar os atores sociais, e como ouvir as demandas da população e encaminhá-las. O fato é, eu precisei sair desse mundo. 2013 me exigiu viver outras histórias. Sofri bastante. Continuei. Descansei. Entreguei a Deus. Esqueci. Segui com minha vida acompanhando de longe.
2014 então resolveu me surpreender: "Ailma, você vai voltar pro PCTD"






(silêncio. incredulidade)




Ok. ok.
Voltei. 
Questões como integralidade, participação de crianças, comunidades indígenas e quilombolas, mobilização da sociedade civil, controle social, viagem, viagem, mais viagem voltaram a minha rotina. Reuniões sem fim. Café e muita anotação. Muito texto em espanhol. Intercâmbio com o Peru... Nasci pra isso.
E Deus sabe. E Ele com seu senso de perfeição me trouxe de volta. Ele me colocou na luta. Ele sabe o que faz. Minha vida profissional é marcada inteiramente pela provisão divina. Os empregos me seguiram, tal qual a bondade e a misericórdia de Salmos 23. Todas as vezes que procurei, deixei currículo, fiz concurso não deu em nada. E aí quando menos espero, quando estou pensando na morte da bezerra surge a oportunidade e é sempre coisa que faz bem a minha vida. Que me cansa e consome energia, mas traz uma gratificação e uma alegria sem par. 
O PCTD me ensinou que há muitas coisas que podemos mudar no mundo e não podemos fugir desta responsabilidade. E me ensinou que há coisas que não tenho o menor controle logo é melhor deixar nas mãos de Quem tem. Pois os caminhos d'Ele são maiores que os meus. 
E tem horas que acho que minha vida é a poesia mais bem escrita que há.



2 !:

Nina disse...

Acredito que Deus escolhe as pessoas certas para lutar e defender aqueles que mais precisam e sofrem com a agressividade desse mundo cão. Toda ajuda é bem vinda e essa oportunidade é uma dadiva.
Parabéns.
Abraços.

Gizelle disse...

Com certeza Deus sabe o que faz,meu bem. Participar de algo assim é a coisa mais linda,sempre tive e tenho vontade de participar tbm,fazer algo que seja gratificante p mim, que me dê cansaço,mas me dê risos bobos eme deixe de alma leve. Espero pela hora que Deus me faça uma surpresa assim,como fez p vc Tudo no tempo dele...
Bjos.

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo