1.8.13

maracatu.

"carrego pra onde vou o peso do meu som, lotando minha bagagem. 
O meu Maracatu pesa uma tonelada de surdez e pede passagem!!"
|nação zumbi|



e hoje aquele moço te manda um email dizendo: muito baque pra você nesse dia do maracatu = )
e aí você desestrutura.
porque você AMA maracatu. Demais. Sejam aqueles clássicos de Recife, seja o luxuoso e fabuloso maracatu rural. Ahhh os caboclos de lança!
aí você começa a lembrar do moço. Sim, sempre te um moço. Ele a quem você conheceu naquele congresso da faculdade no meio de uma apresentação de maracatu. Cada baque na alfaia marcava uma nova sensação. O ritmo totalmente peculiar acabou marcando a cadência: o olhar, o aproximar, as primeiras palavras, o "eu posso te ensinar como se dança!" - "brigado, mas eu não danço" - "deveria, nasceu pra dançar maracatu!".
Não precisava dançar maracatu. Ele se espalha em minha corrente sanguínea. Os pés não param e se movimentam sob o comando do ritmo. O coração também foi comandado.
Tem gente que é samba, outros bossa nova. Aquele moço é maracatu e perto dele eu era um pouquinho também. Ele, alfaia, o pulso do maracatu; eu o ganzá, a graça.
Maracatu é uma perfeita representação da vida: há um ritmo, uma história - de batalha, de força -, há muito cor, há brilho, há uma simplicidade louca, há uma alegria contagiante. Há uma série de histórias de quase-amor: gente que por um tempo se movimentou na mesma cadência, ouviu a música junto, ficou em uma mesma frequência e foi bom.
Eu tenho orgulho retado de nascer em Pernambuco por causa de sua riqueza cultural sem par. E um dos tesouros mais caros é ditado pelo baque. O baque solto do Maracatu né Lenine? O Maracatu Atômico né Chico?

1 !:

Vítor Carvalho Ferolla disse...

oi,

vc pode alterar o link de The Great Commandment para emparteconhecemos.blogspot.com? Pq venceu meu registro...


Mt obrigado.


Abração,
Fique na graça!

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo