1.2.13

Profissão: sonhadora.



Eu tinha acabado de ser apresentado a ela quando cometi a impertinência feliz de perguntar como havia feito para implantar-se de tal modo naquele mundo tão distante e tão diferente de seus penhascos de ventos do  Quíndio, e ela me respondeu de chofre:
- Eu me alugo para sonhar.
Na realidade era seu único ofício.

Gabriel Garcia Marquez em Doze Contos Peregrinos.

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo