19.4.12

eclesiastes três


Eu espero não ter que viver muitos anos até compreender o Teu tempo Senhor. Não quero ser como Salomão e só compreender o Teu jeito após errar tanto. Eu quero hoje me perceber um ser sazonal. O outono nunca precederá o verão. A primavera só é bonita após o inverno. Na natureza isso é fácil de ver e na minha vida?
O tempo de esperar sempre parece mais longo que o de festejar e o tempo de lutar por vezes tem me feito esquecer que há um tempo de paz. Porque o tempo de rir não pode sobrepujar o tempo de chorar?
Senhor que este seja na minha vida o tempo de compreender e aceitar o Teu jeito, o Teu ritmo, os Teus planos. Ah! Senhor te peço que o tempo de abraçar seja pra sempre e que no tempo de perder eu ainda esteja de pé.
e por favor me perdoe, pois mesmo em tempo de calar eu continuo cantando. Será que está próximo o tempo de enxergar e sonhar como Tu?

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo