14.5.14

@fetos&@migos

Ou ainda: Tudo começa com Florence and machine.

É muito interessante para mim o quanto a internet me aproximou de gente incrível  e da melhor qualidade. Tem pelo menos três moças muito especiais que conheci na rede, fizemos um laço e o carinho só aumenta porque me dou conta que elas são muito diferentes e ao mesmo tempo muito parecidas comigo. 
Uma delas é dona Isadora que de cara já gosto do nome, que é uma alma inquieta e tão cheia de postura diante da vida. Dora cuida de mim com cartas cheias de palavras, alegrias e mimos. Trocamos insatisfações e poemas. E ela teve a sorte que eu sempre quis na vida: cresceu dentro de uma livraria.  E o nosso afeto atravessa quilômetros do litoral do Rio Grande do Norte onde ela mora ao sertão de Pernambuco onde vivo.
Esse ano nossas cartas diminuíram por causa da longa ( e justa) greve dos Correios, e precisávamos de um outro jeito para continuar essa relação de cuidado. Corremos pro email. E como essa estratégia tem sido feliz, tenho conhecido outras facetas da Dora. E tem sido incrível! Ela tem um talento pra me ensinar coisas que é fora do comum. E que sorte a minha! As vezes suspeito que estou dentro de um livro legal como @mor, só que nesse caso construindo uma amizade que vale a pena. Dora obrigada pelos emails, pelo @feto, pela @mizade e por momentos incríveis como esse:

Desenho meu que a Isadora fez e me mandou em uma carta e quanto sossego ele me traz.


As pessoas deveriam pensar mais no que estão fazendo de suas vidas, umas só se focam na carreira e esquecem de viver outras apenas vivem por viver e esquecem de tantas outras, enfim. VIVEMOS PARA QUE AFINAL? A resposta ninguém sabe, mas eu apenas fico feliz em saber de uma coisa, tudo isso que estou fazendo aqui já estava escrito, o gostoso de viver e saber que a qualquer momento a vida pode mudar e mudar sempre e bom, o poder de mudar e satisfatorio depois que voce ve que isso era pra ser.
Beijos de luz, querida Mima...


Dora querida, brigada, brigada, brigada. Teus emails me desconcertam e reconcertam. Por isso não respondo na lata, preciso ponderar dentro de mim e aprender com você. Não desista  de mim. O outlook ficou mais feliz desde que começamos essa correspondência eletrônica.

Ailma Barros,
mais de mil perguntas sem resposta, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo