24.7.13

Atemporal


... e então iam procurá-lo com depoimentos e histórias cada uma pior que a outra. Achavam que ele tinha poderes para endireitar tudo o que estava torto no Congo. Roger explicava inutilmente. não tinha nenhum poder. Ia relatar essas injustiças e crimes, e a Grã-Bretanha e seus aliados exigiriam do governo belga que acabasse com os abusos e castigasse os torturadores e criminosos. Era só o que podia fazer. Entendiam? nem sequer tinha certeza de que o ouviam. Estavam urgidos de falar, de contar as coisas que estavam padecendo que nem prestava atenção ao que ele dizia.



Mario Vargas Llosa em O sonho do celta.

A parte triste Vargas Llosa é que nada mudou desde a dominação belga. 
A exploração e opressão continua. A impotência de quem quer ajudar também.

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo