3.6.13

Sorte no amor?



- Macabéa! Tenho grandes notícias para lhe dar! Preste atenção minha flor, porque é da maior importância o que vou lhe dizer. É uma coisa muito séria e muito alegre: sua vida vai mudar completamente! E digo mais: vai mudar a partir do momento em que você sair da minha casa! Você vai se sentir outra. Fique sabendo, minha florzinha.
Macabéa nunca tinha tido coragem de ter esperança.
Mas agora ouvia a madama como se ouvisse uma trombeta vindo dos céus - enquanto suportava uma forte taquicardia. Madama tinha razão: Jesus enfim prestava atenção nela. Seus olhos estavam arregalados por uma súbita voracidade pelo futuro (explosão). E eu também estou com esperança enfim.
- E tem mais! Um dinheiro grande vai lhe entrar pela porta adentro em horas da noite trazido por um homem estrangeiro. Você conhece algum estrangeiro?
- Não senhora - disse Macabéa já desanimando.
- Pois vai conhecer. Ele é aloirado e tem olhos verdes ou azuis ou castanhos ou pretos. Agora estou vendo outra coisa (explosão) e apesar de não ver muito claro também estou ouvindo a voz de meu guia: esse estrangeiro parece se chamar Hans, e é ele quem vai se casar com você! Ele tem muito dinheiro, todos os gringos são ricos. Se não me engano, e nunca me engano, ele vai lha dar muito amor e você, minha enjeitadinha, você vai se vestir com veludo e cetim e até casaco de pele você vai ganhar!
(...)
Esquecera Olímpico e só pensava no gringo: era sorte demais pegar homem de olhos azuis ou verdes ou castanhos ou pretos, não havia como errar, era vasto o campo das possibilidades.




|Lispector em A hora da estrela|

1 !:

Paula Luz disse...

Li o livro, vi a peça e continuo com sede de a hora da estrela... Sou apaixonada, sério!

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo