30.3.13

O ermo do lampião.

"Tão sensacional conhecer alguém parecido com a gente, ainda que FAR FAR AWAY.
Estamos perdidas ou achadas, entre as latitudes e longitudes desse meridiano tão indiferente ao nosso afeto. Que bom te chamar de amiga!
(Luci, em carta 05.01.2013)


Como ela virou minha bailarina, me ensinando que as nossas preces são sim sempre ouvidas no céu ??
Eu não sei. Procurei no Facebook, no twitter, no Email  nas cartas e aqui no blog e não encontrei a data que ela se fez importante para mim. Mas datas são meras formalidades. O cordão sonhado a priori no céu, foi construído aqui na terra. Três dobras é preciso pra que o cordão seja forte o suficiente, e três dobras existem aqui: ela, Deus e eu.
É impressionante como Deus vem usando essa menina lá de tão longe pra cuidar de mim; pra me lembrar coisas importantes; pra me fazer voltar a coisas e lugares que me fazem felizes. Essa bailarina tão linda, tão graciosa, dono de um sorriso tão doce e que parece carregar poesia por onde passa, entrou na minha vida e me deixou ser um pouco parte da dela.
Essa semana ela ficou completou um novo ano: mais outono, verão, inverno e principalmente, primavera.
Queria poder dizer a ela muitas  bonitas, queria poder deixar claro a noção exata da importância dela pra minha vida. Queria dizer que sempre que ouço alguma coisa sobre balé, Nárnia, Rio Grande do Sul e Max Lucado lembro dela. Queria contar a ela. Infelizmente a nossa amizade não é alimentada pela distância. Há tantos quilômetros e tantas estradas ruins que nos separam, mas independente disso eu oro a Deus para que a nossa amizade resista. Pois Luci já virou família. Minha amiga loira e gaúcha.
Uma vez Luci, você me disse numa carta que nós duas éramos muito diferentes (alta, negra x baixinha e loira e por aí vai) e ainda assim parecia que os mil quilômetros entre nós não passassem de um esquina próxima. Esse seu dom com as palavras tem cuidado tão bem de mim. Sua presença em minha vida tem trazido tanta graça e poesia. Fico imaginando como o céu será feliz pois terei você por perto sempre e poderemos juntas importunar C.S. Lewis.
Obrigada por me fazer ir no correio e dizer "Não é uma carta para uma amiga muito querida". Obrigada por ir na contramão do mundo junto comigo.




2 !:

Luci Alves disse...

Mi, tu fez meu dia ser ainda mais especial. Vinte e dias depois do seu né guria *-* É uma daquelas bunitezas que não se pode prever. Obrigada, Mi, pelo teu carinho. Tão grande carinho!

P.S: Amei o novo modelo do seu cantinho adocicado.

Beijo forte!

Dama com Requinte disse...

Meu Deusssssssssss,lindo.Tudo lindo!

Camila Araújo

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo