27.11.12

O avesso da ampulheta

Na vitrola : do Avesso


Hoje eu voltei a ter 15 anos. E a ficar nervosa tentando chamar sua atenção. Inventei mil desculpas para passar na sua frente. Encenei o papel de moça madura e bem resolvida que não liga para essas coisas de amor. Só que meu coração queria ficar perto de você. A memória dele é curta. Ele queria bater no mesmo ritmo que batia quando existia um nós. Só que não existe mais. Vai ver nunca existiu.
A pior parte, a mais patética, é que hoje tenho 24 anos e contra todas as minhas expectativas meu coração ainda se enche de alegria ao te vê.

1 !:

Moço disse...

Bonito o texto, doce até.


Então, dá pra mudar o que você quiser. O espaço da postagem também.
Então, se quiser mesmo o tema é só comunicar no meu blog pessoal: • Sem Guarda-Chuvas •. Ou me add no facebook, tem o link lá no blog.

Tem mais um com fundo de céu, veja aqui: http://sgc-006.blogspot.com.br/


Bjws, bao tarde.

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo