27.1.12

Dos livros onde andei em 2011.


2011 foi um ano bem terrível comigo, e isso se refletiu duramente na minha alegria mais fácil e mais frágil: ler. Quase não li, quase não senti cheiro de livro novo, quase não perdi (ou ganhei?) maravilhosas tardes nas bibliotecas. Eis a pequena lista do que se salvou em meio a isso tudo.

A má hora (Gabriel Garcia Marquez) . O apanhador no campo de centeio  (J. D. Sallinger) . Como água para o chocolate (Laura Esquivel). O amor não tem bons sentimentos  (Raimundo Carreiro). Alice no país das maravilhas  (Lewis Carroll). Alice através do espelho  (Lewis Carroll). Walden. A vida nos bosques  (David Henry Thoreau). A náusea  (Jean Paul Sartre). A cor púrpura  (Alice Walker). Tia Júlia e o escrivinhador  (Mario Vargas Llosa). Você não está sozinho  (Max Lucado).  O homem que conheceu o amor  (Afonso Romano d’ Santana). A morada do ser  (Marina Colassanti). Feliz Ano Velho  (Marcelo Rubens Paiva). Contra o vento e maré (Mario Vargas Llosa). O livro dos Abraços  (Eduardo Galeano). Feminino (Várias autoras) Do amor e outros demônios (Garcia Marquez). Conto de duas cidades  (Charles Dieckens). Filandras (Adélia Prado). O mágico de Oz (Baum). Ana Karenina (Tolstói).

A parte boa disso tudo é que gostei muito de todos. Não posso negar que nutri um carinho especial por Holden (O apanhador no campo de centeio, que por acaso li em 3 horas), por Dorothy (O mágico de Oz) e por Liêvin (Ana Karenina). Vargas Llosa e Garcia Marquez dispensam meus comentários, adoro tudo o que eles escrevem e ponto, há quem diga que é meio triste, tá aí a  beleza deles, conseguem me encantar com a tristeza, com a rudeza da vida. No fim acho que cada livro que li trouxe um pouquinho de paz. Cada um me marcou de uma maneira muito peculiar. Acho que vocês perceberam que eles apareceram aqui. Pequenas nuvens colhidas em céu bem maiores do que o que tenho em meu quintal...


P.S: 2012 já está se mostrando simpático comigo. Já ganhei As travessuras da Menina Má de Vargas Llosa, O último voô do flamingo de Mia Couto e O Silmarillion de J.R.R. Tolkien. #AbsurdamenteLindo!

2 !:

Gizelle disse...

Meu Bem,confesso que fiquei super curiosa pra ler todos,todos mesmo.
Adoro quando vens aqui =)
Saudade grande de ti,beijo grande,fica bem!

Gabriela. disse...

Filha, isso é pouco? Agora senti vergonha. Mas bem que podia emprestar algum destes, né?

E puxa, que bom que gostou de Ana Karenina, é o meu xodó!

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo