26.7.12

é o detalhe.



"Talvez a felicidade não tivesse a ver com as circunstâncias grandiosas, arrebatadoras, ou com ter tudo no lugar em sua vida. Talvez tivesse a ver com ligar entre si um monte de pequenos prazeres. Assistir ao concurso de Miss Universo de chinelo. Comer bolo de chocolate com sorvete de baunilha. Atingir o nível no Senhor dos Dragões, sabendo que ainda havia vinte estágios para superar.
Talvez a felicidade fosse tão somente uma questão de pequenas coisas - o sinal de trânsito que diz "ande" no segundo em que você o alcança (...) Essas coisas acontecem a todas as pessoas no decorrer de um dia. Talvez todo mundo tenha a mesma medida, o mesmo lote de felicidade por dia.
Talvez não fizesse diferença você ser uma pessoa querida, famosa em todo o mundo, ou um sujeito sofredor. Talvez a possibilidade de sua amiga estar morrendo não alterasse a cota de felicidade.
Talvez simplesmente se passe por essas coisas. Talvez não possa ser de outra maneira."

(Ann Brashares, no livro: A Irmandade das calças viajantes, p. 299)

2 !:

ૐ 'Priscylα disse...

Tão simples e tão verdadeiro, amei :D

Gizelle disse...

Talvez a felicidade não tivesse a ver com as circunstâncias grandiosas, arrebatadoras, ou com ter tudo no lugar em sua vida. Talvez tivesse a ver com ligar entre si um monte de pequenos prazeres...
Talvez a felicidade fosse tão somente uma questão de pequenas coisas.

Lindo meu bem,um encanto só e cheio de verdade.
Beijo grande!!

Ailma Barros,
mais de mil perguntas sem resposta, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo