19.7.12

Since 1998.


"Não solta da minha mão..!"
(losHermanos)



ela é minha amiga quase a vida toda. E hoje eu percebi que nunca escrevi sobre ela aqui. Ela que ama seus cachorros e gatos e tem pouca paciência com gente, mas tem paciência comigo. Luana. O nome é duplo meio mexicano como o meu. Nos conhecemos desde a quarta série e não consigo imaginar minha vida sem ela. Não dá. Quando penso a minha infância, lembro de andar de bicicleta na quadra de meu bairro e da bicicleta dela ser rosa e bem bonita.  Lembro de nós duas com 9 anos indo de ônibus sozinhas pela primeira vez pra um escola grande. Até então estudávamos numa sala com dez alunos e de repente tínhamos passado no teste da Aplicação. Meu medo diminuiu quando vi que ela estava lá, com uma bolsa xadrez idêntica a minha. E na verdade quando foi que ela não esteve lá? Quem anotava minhas tarefas de casa quando eu faltava nas minhas múltiplas e sucessivas doenças. Quem ouvia Chiquititas comigo? Luana. 
Sei que em algum momento ganhamos novas amigas. Mas ela sempre estava lá. Nas viagens em cima da hora: 
- Lu, vamos pra Nazaré da Mata pro CONEUPE??
- Oxe, Ailma só se for agora..!

São poucas as pessoas que posso dizer que tenho história pra contar. Ela é uma. A primeira que eu lembro... Foram vigilância em pleno meio dia na rua de amores platônicos aos domingos; músicas das Chiquititas dançadas em pleno cemitério; banhos em chuveiro do banheiro do shopping Recife; vídeos ridículos nas ruas de Garanhus.. Arre! Os melhores momentos de minha vida ela estava lá! Na formatura, no casamento de meu irmão, nas Pedrinhas.
E como se não bastasse ela ainda me apresentou coisas que eu amo: Los Hermanos, Beatles, Sheldon Cooper, Mafalda, a eu acho que até a Coca Cola.. Sabe o Harry e o Roni?? Pois é, nós duas somos o Roni, porque o Harry é um chato de galocha

Amanhã é dia da amizade, pra mim amanhã é o dia de eu lembrar que Luana sempre esteve aqui. A gente mora nos opostos da cidade e ainda assim ela consegue ser a amiga mais presente na minha vida. Lu, não solta da minha mão.

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo