22.5.12

O seu afeto gaúcho me afetou...


Camaquã, 17 de Maio de 2012



Querida Mima,

Estava lendo o Catanuvens e me admirando em como pode isso acontecer... uma pessoa do outro lado do país, outra cultura, outro ritmo, outra vida, mas com gostos e amores tão afins. Somos anomalias da natureza? Acho que nunca saberemos! 
Eu falo de Johnny Depp e seus incríveis personagens, falo de poesia e dos romances de Jane, Deus, Max Lucado e C.S.Lewis, livros e filmes, músicas e seriados, bunitezas miúdas e simplicidade (...) E descubro uma pernambucana querida que fala sobre isso e ama tanto os amigos assim como eu.
Isso prova que a distância são só quilômetros marcados, nada que os macacos alados ou a trombeta mágica não resolvam. Somos desconhecidas íntimas, dois sonhos esperando pra acontecer, somos pontinhos diante desse vasto mundo cheio de ruas e pontes que levam a destinos que sabe-se lá onde acabam. Gosto de te ler, me identifico, me acomodo fácil na tua Paris, 1912, embora a Inglaterra 1797 me faça quase perder a razão. Admiro teu amor pela África e tua indignação com Koni e seus seguidores; isso alimenta meu clamor por Cuba. Acredito que Deus e sua linha tênue entre todos os seus filhos, seja um dos motivos que nos "aproxima".
Agora se tornou natural, admito, ver algo e me lembrar daquilo que tu me escreve no facebook ou no twitter volta e meia. E acho que nossa amizade remota sempre se resumirá em bilhetinhos virtuais, não é mesmo?! Até o dia em que subiremos ao País de Aslam ou quem sabe, tenhamos o privilégio de, antes disso, encontrarmo-nos pelos corredores de Cair Paravel! 
Preciso contar-lhe que minha afeição por Mr.Darcy e Lizzy Bennet só tem aumentado, ultimamente, tem me sido as companhias mais agradáveis. Aguçando-me os sentidos. E não posso negar, sou apaixonada, romances me prendem.
Desejo que sejas sempre forte, guria. A vida nos exige decisões e sacrifícios, e precisamos ser firmes diante das questões que ela nos apresenta... Eu deixei o ballet, minhas roupas e sapatilhas estão na terceira gaveta do roupeiro, meu sonho está guardado no canto esquerdo do peito e só me restou o dolorido, a vida parece ter me pedido pra abrir mão do que eu tinha de melhor. Mas Deus sabe, e é Ele quem tem o melhor pra mim. É Ele quem tem o melhor pra tua vida!
Deus te abençõe, Mima querida!
Prometo que quando eu aprender a escrever te mando uma carta linda.


Com todo amor do mundo: 
Luciele Alves



Nunca acreditei que amizade pudessem surgir na internet. Na verdade minha dificuldade em fazer amigos me fez meio incrédula pra amizades fáceis. A Luci mudou isso. Eu nunca a vi pessoalmente, conheço há pouco tempo mas já me é tão cara e temos tantas coisas em comum que parece que ela estudou comigo na escola. Eu oro a Deus que esse laço não se desfaça que a gente continue descobrindo que tem um bocado de coisas em comum, e que apesar de estarmos em quintais tão separados, com climas tão diferentes somos meio parecidas na alma, porque na aparência ela é linda e bailarina e eu totalmente desengonçada.
 Foi Deus que me me aproximou de você Luci, esse afeto que sinto por você é a prova de que Ele tem cuidado muito bem de mim.

P.S: Sabe Capitão Jack Sparrow, Deus definitivamente  apontou minha bússola pro Sul.

1 !:

Luciana Almeida disse...

Ah! Esse filme é muito bom! Foi depois dele que me apaixonei pro Neruda! :)

Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo