7.1.15

I'm back.

"e volta o cão arrependido.."



engraçado como por várias vezes pensei em desistir dessa história de blog. eu não sou blogueira e não tenho pretensão de ser. o catanuvens foi e tem sido um diário e apenas isso. 

(cícero está aqui cantando sobre enfeites nos domingos)

sinto que preciso de enfeites. mas não todo dia. só vezenquando. enfeites são legais. o catanuvens é um enfeite. e meu lugar de catarse. venho aqui e coloco pra fora de mim coisas que vem me habitando. por vezes me alegrando por vezes me inquietando. preciso escrever sobre elas. torná-las fatos de algum jeito.

(sim eu sei que é confuso. se não fosse confuso não seria eu.)

o fato é que fiquei muito tempo sem escrever. estava vivendo muitas coisas. algumas vou falar aqui. acho que preciso da distância historiográfica pra conseguir escrever sobre algumas coisas. 2014 me trouxe fortes emoções. positivas e negativas.

(cícero agora me diz pra falar pra ele que ele é um sonho bom que mudou o tom da minha vida cumprida. mas não vou falar cícero, ele não quer saber).

enfim, 2014, especialmente o último trimestre, foi de uma intensidade e novidade de experiência. em algum momento vou falar deles aqui. ontem fiquei sem computador e peguei meu caderno de anotações e escrevi muito e daí eu pensei: vou colocar essas coisas lá no meu quintal cheio de nuvens. em algum momento elas vão parar aqui.

vocês já sabem, o catanuvens é apegado em miudezas, é confuso e piegas, exatamente como a dona dele. cada um tem o lugar de catarse que merece.

no mais, Catanuvens voltou. eu continuo ajeitando nuvens no olho e tirando fotos diárias do céu.


Ailma,
árvore plantada junto a ribeiros de água, muito prazer!

 
cata nuvens © Todos os direitos reservados | Ilustração :: Monoco | voltar para o topo